terça-feira, 29 de setembro de 2009

FÉ RAZÃO E EQUILIBRIO ESPIRITUAL

0 comentários

FÉ RAZÃO E EQUILIBRIO ESPIRITUAL



O Dr Douglas Groothuis, escreveu: “o mundo evangelico de hoje, sofre de anemia apologetica, apesar do fato das sagradas escrituras chamarem os crentes a dar razão da esperança que temos em Cristo(I Pedro 3:15 e Judas 3), carecemos tristemente de uma voz publica a favor da verdade e da razão no mercado das idéias” groothius escreveu isso olhando para o contexto norteamericano, imagine se ele vivesse no contexto brasileiro atual? Ele ficaria deseperado, porque os evangelicos brasileiros não são prosperos no campo das idéias, a nossa teologia, a nossa apologetica, e tudo mais ainda anda capengando, e usando as muletas dos apologetas internacionais, além disso, as poucas vozes, a maioria vindo de batistas fundamentalistas, e de alguns pentecostais históricos, ainda sofrem de indiferença por parte da maioria dos evangelicos. Num contexto mais proximo, o povo não quer raciocinar. Não quer ler, não quer pesquisar, não tem qualidade bereana. O numero de pessoas sem estabilidade dentro das denominações denunciam isso, e o exodo de evangelicoss para as fileiras das seitas e movimentos controvertidos comprovam a tese. Me converti em uma denominação pentecostal histórica, a assembleia de Deus, no interior de Santa Catarina. Depois de mais de uma decada, não presenciei sequer uma vez só, estudos biblicos realizados a favor da apologia. Em defesa da fé cristã e no esclarecimento das verdades essenciais do evangelho. Nunca foi incentivado o povo a ler material apologetica, a pesquisar, e não é usado o pulpito a favor da apologetica. Os obreiros na sua maioria são semi analfabetos biblicos, atrasados na mentalidade, e mais favoraveis ao espiritismo do que ao espiritismo. Para alguns a teologia é um monstro a ser evitado, o que menos se investe é em livros, enxergam o minsterio como uma mágica. Deus dá e o homem não precisa estudar. A pregação consiste em esperar uma luz do alto, uma mensagem da esfera celestial ou astral,e a igreja recebe a mensagem quentinha do céu. Pasmem, mas o que menos consigo vender livro para lideres, o povo leigo na maioria das vezes erra menos do que os lideres. Essa sociedade anti-intelectual, que espera receber revelaçao do além para transmitir no pulpito, está mais para channelings(médium)do que pregador protestante. Pasmem, mas o que menos consigo vender nesse mundo, são livros para lideres. Evangelicos, muitos estão entre os mais incapacidados da minha denominação. Gosto muito de meditar nas palavras do grande Pastor Batista, verdadeiro obreiro cristão e lider autentico, quando escreveu: “É impossivel a fé ser irracional! Aliás, a inteligencia é a faculdade mais nobre do ser humano. A inteligencia humana é impossivel perscrutaros misterios divinos. É lhe impossivel conhecer as profundezas de Deus. Nem por isso, contudo, a inteligencia do homem há de se curvar diante do absurdo” esse Grande apologeta foi o Pastor Anibal Pereira Reis. Infelizmente não tive a felicidade de conhece-lo pessoalmente nem de fazer parte do seu rebanho...

CLAVIO JUVENAL JACINTO

O PODER OCULTO DAS IMAGENS DEGENERADAS

0 comentários



Cuidado com as imagens que você coloca diante dos seus olhos e apresenta aos olhos de seus filhos.. qualquer tipo de imagem daninha tem um alto poder de corrosão espiritual no nosso coração. Imagens degeneradas são ferramentas poderosas nas mãos do diabo, aliás ele atua distorcendo a realidade das imagens, quando não usa por exemplo a violência, o horror e a pornografia, ele tenta distorcer o belo a seu favor, temos um exemplo disso na sensualidade e nos processos de motivação do desenvolvimento da avareza e do orgulho. O diabo tem o poder de manipular as imagens na nossa imaginação;. Devemos nos lembrar da manipulação que ele desenvolveu para enganar Eva no jardim. Uma imagem degenerada tem poder de se alojar como uma praga no nosso coração, nos perturbar e nos incitar a desenvolver atividades decadentes, até a consumação de pecados bizarros, principalmente no campo da luxuria e da obscenidade. Imagens que se alojam na nossa mente como ervas venenosas, difíceis de serem arrancadas, pois encontram o fertilizante da nossa concupiscência carnal. Devemos guardar com muito zelo a noissa visão, guardar as janelas da nossa alma. Jesus falou que os olhos são a lâmpada do corpo, se eles forem luz, todo nosso corpo será luminoso, mas se eles forem trevas, todo o nosso corpo será tenebroso.(Mateus 6:22)
Devemos portanto vigiar nesse presente século mal.

CLAVIO JUVENAL JACINTO

Mensagem publicada também no endereço : crereamar.blogspot.com visite e leia artigos reflexões e pensamentos, de minha autoria.

O ARCANJO MIGUEL É SIMPLESMENTE O ARCANJO MIGUEL?

0 comentários

O ARCANJO MIGUEL É SIMPLESMENTE O ARCANJO MIGUEL?
Porque o mesmo Senhor descerá do céu com alarido, e com voz de arcanjo, e com a trombeta de Deus; e os que morreram em Cristo ressuscitarão primeiro” (I Tessalonicenses 4:16)
Ensina esse texto que Jesus é o arcano Miguel?
A resposta é não! Porque o texto não pode ser interpretado como sendo Jesus um arcanjo, só pelo fato de alguém interpretar esse texto como sendo Jesus o autor da voz de arcanjo. Primeiro porque ele virá com os anjos. “ Porquanto, qualquer que, entre esta geração adúltera e pecadora, se envergonhar de mim e das minhas palavras, também o Filho do homem se envergonhará dele, quando vier na glória de seu Pai, com os santos anjos.!(Marcos 8:38). Pelo fato da bíblia revelar que Miguel possui autoridade e proeminência, e o texto de tessalonicenses falar que Jesus virá com alarido, ou seja com muito barulho, podemos perceber que os santos anjos que acompanharão Jesus na sua vinda gritarão com grande autoridade juntamente com seu Senhor. Aliás lemos Ainda eu falasse as línguas dos homens e dos anjos, e não tivesse amor, seria como o metal que soa ou como o sino que tine” (I Corintios 13:1) falar a língua dos anjos não faz de Paulo um anjo! Ainda que ele falasse, ainda assim seria um homem, não um anjo!
Nas cinco vezes que ocorrem nas escrituras, no antigo e no Novo testamento, Miguel é uma personagem distinta, ele continua sendo no NT o mesmo Miguel do AT, o que é uma prova cabal de que ele é uma criatura, não o criador. Ele nunca for adorado, e nem pode ser( veja apocalipse 19:10). Os adventistas e os TJs são obrigado a driblar textos e argumentar contra os fatos, porque de outra forma, o ensinos de seus lideres serão negados. Os adventistas por exemplo, continuam insistindo que Jesus é o arcanjo Miguel por Ellen White ensinou assim, e negar isso é negar a canonicidade dos escritos dela, o que os adventistas não admitem de forma alguma, no entanto ao fazer de Miguel o próprio Cristo, acabam divinizando uma criatura, o que é um pecado muito serio, que vai comprometer a eternidade deles, pois divinizar um arcanjo, é incorrer ao pecado de idolatria.
Pelo fato de Deus muitas vezes falar com voz de homem, não faz de Deus um mero homem!
“E ouvi uma VOZ DE HOMEM entre as margens do Ulai, a qual gritou, e disse: Gabriel, dá a entender a este a visão”
Daniel 8:6.

CLAVIO JUVENAL JACINTO

CARTA DE UM PASTOR MODERNISTA DIRIGIDA AO APÓSTOLO PAULO

0 comentários

Um conto de ficção científica -teológica

Querido apostolo Paulo

Paz

Estou te escrevendo, porque você esteve a procura de uma denominação para se filiar, passou na secretaria da nossa igreja mas não marcou horário e eu não pude te atender, por favor da próxima vez pegue uma senha com uma semana de antecedência. Ou talvez será impossível atende-lo pessoalmente.
nós obreiro do ministério que estou presidindo fixamos uma reunião para avaliar sua petição em se filiar ao nosso ministério. Infelizmente você não pode se filiar a nossa denominação e gostaria de apresentar os motivos.
Antes de tudo você é uma pessoa muito negativista, ou melhor. Você não tem auto-estima, não serve ´para ser membro da nossa denominção. Você não tem consideração por si mesmo, escreveu coisas duras como estas : “Porque tenho para mim, que Deus a nós, apóstolos, nos pôs por ÚLTIMOs,(I Co 4:9) irmão Paulo isso contradiz o que pregamos, pois nós somos cabeça, e não calda, nós somos poderosos para determinar, e nós desejamos uma liderança de êxito e muito prestigio, sucesso glória, luxo e fama, suas palavras confrontam nossa visão espiritual de liderança eficaz, alem disso você chega a dizer que a piedade não é fonte de lucro, como pode isso? Ora, nós sabemos que os cristãos ocidentais são consumistas aos extremos e queremos apostar na nossa vocação vendendo a preços exorbitantes, nossas pregações e nosso hinos que recebemos do Espírito Santo, ficar rico é nossa meta, comer e beber, folgar a nossa alma, comer o melhor da terra prometida, seria injusto deixar para os adeptos da nova era, algo que também podemos usufruir, eu estou também revoltado com pedro, afinal ele profetizou que essa terra vai ser queimada, é meu luxo que vai pro beleléu...
Paulo você se parece muito com um fundamentalista, sabe isso ta fora de moda. Funcionou 1900 anos, mas nessa época de avanços filosóficos, tornou-se muito radical, ou melhor muito duro. Queremos algo mais ameno, mas soft.
Paulo você esteve completamente fora de si quando escreveu: “E, na verdade, tenho também por perda todas as coisas, pela excelência do conhecimento de Cristo Jesus, meu Senhor; pelo qual sofri a perda de todas estas coisas, e as considero como escória, para que possa ganhar a Cristo,” (Filipenses 3:8) que equivoco você cometeu. Nossa meta não é perder, é ganhar, ganhar e ganhar. O cristianismo que você prega e defende é muito antiquado, onde já se viu, considerar como escória as coisas que nós tanto apreciamos, dá um tempo né Paulo!
O equivoco do seu evangelho pode ser observado, quando você descreve todas as dificuldades e experiências de fome, nudez, dores e perseguições de II Corintios 11. que coisa negativa, derrotista, e inferior. Nós não passamos por essas coisas! Somos super espirituais, tenho muita pena de você, vou aconselhar minhas ovelhas a não lerem suas cartas, não nos falta pão, temos jatinhos a nosso dispor, carros importados, êxito ministerial, comemos caviar dia de semana, e só vestimos roupas de shopping e de marca famosa, chiquérrimas. Nossa vestimenta é show! Muito glamour. Creio que aquela passagem em que você manda timoteo tomar vinho por causa de uma enfermidade que ele tinha é um fiasco. Você não teve fé? Sua espiritualidade é muito fraca, nós não ensinamos esse tipo de coisa, crente que procura médico e toma remédio é incrédulo. Além disso você parece faltar com respeito aos nosso amigos idolatras, lá em Efeso você fez uma grande confusão, pregando contra a idolatria. Devemos respeitar os outros sabia? Que falta de ética, aliás, não gosto nem daquilo que Jesus falou aos nosso queridos irmãos de Laodicéia, simpatizantes de nosso ministério e cooperadores juntamente conosco aqui. “não sabes que és um desgraçado, e miserável, e pobre, e cego, e nu; (Apocalipse 3:17) lá no céu exigiremos da parte de Cristo desculpas!!! Onde já se viu? Vamos demonstrar amor a todas as religiões
Além disso você tem sido uma vergonha para o cristianismo moderno, indo pra cadeia a toda hora, discutindo com Pedro, que era líder mais velho, causando confusão por onde chegava, pregando uma religião singular, não cedendo um pedacinho do céu para ninguém mais além do cristãos. Fala tanto em cruz, algo tão impopular, que chego a me arrepiar só em colocar em pratica ensinos tão medievais como este: “Mas longe esteja de mim gloriar-me, a não ser na cruz de nosso Senhor Jesus Cristo, pela qual o mundo está crucificado para mim e eu para o mundo.” (gálatas 6:14) repreendo essa visão tão antiquada, tão cheia de sacrifício e tão radical. Esse cristianismo que você prega é muito impopular. O povo não quer esse cristianismo, esse cristianismo é contra os programas de crescimento da igreja, você é completamente contra o crescimento acelerado da igreja, não é mesmo? Se pregar o que você escreveu em suas epistolas, meus ouvintes vão embora, vou perder o meu status e minha fama, e vou perder meu bom salário, minha vendas de DVDs vai diminuir e meus livros vão sair da lista dos mais vendidos. Veja bem, você se equivocou em chamar de carnais, os crentes mais espirituais do NT. Os corintios. Ali havia tantos profetas, tantos dons espirituais, os cultos eram maravilhosos, cheios da glória de Deus, e você chama eles de carnais, como você ousa falar isso contra uma igreja tão abençoada, com um evangelho tão completo?
Paulo, eu sinto muito, mas você ainda cita coisas muito atrasadas como afirmar que Adão foi o primeiro homem, nós sabemos que isso não é bem assim, Gênesis é uma alegoria, não historia, fala sobre arrebatamento e vinda de Jesus com uma freqüência tão grande, e ainda diz que a nossa pátria está nos céus, isso fere nossa visão apostólica de implantar o reino na terra imediatamente e não estimula nossos irmãos a se envolverem com a política. Eu sinto muito mesmo, mas você não pode ser membro da nossa denominação. Você daria uma má impressão para nossos membros, e não teria espaço no nosso ministério para pregar ou evangelizar. Quero porém lhe dar um conselho, procure alguém que de alguma maneira invente uma maquina do tempo, para transportar você lá para a época da reforma, ou pelo menos para qualquer lugar no tempo, pelo menos uns 150 anos atrás. Lá certamente irá vos acolher, mas se preferir, em nosso atual século, ainda há algumas denominações cristãs fundamentalistas que ainda acolherão a sua pessoa, eu porém peço com toda a gentileza que você fique bem longe de nós.

Pastor Tura Apostata de Laodicéia
Líder fundador da Igreja protoprotestante da terceira era do avivamento atômico dos anjos interplanetários


Autor: C. J. JACINTO

AS DEZ CARACTERISTICAS DO FANÁTICO

0 comentários


1º) esta convencido contra a sua própria vontade, mantém um ponto de vista mesmo diante de evidencias contrarias;
2º) cárcere mental. É impenetrável e ignora tudo o que não condiz com seu ponto de vista
3º)não possui liberdade pessoal e mental, por isso torna-se incapaz de questionar o que crê e esta limitado em seu próprio raciocínio pelos limites impostos por sua seita.
4º) torna-se incapaz de tirar conclusões em observações espontâneas e pessoais
5º) sua mente foi programada, possui um legado de chavões, textos implantados para repetição, argumentações viciadas. Vocabulários próprios do grupo a que pertence.
6º) não tem senso critico para analisar as conseqüências de um erro. Geralmente é ensinado a não crer no inferno, para diminuir essa tensão psicológica.
7º) esta disposto cegamente a se aprofundar mais e mais nos erros que defende, tornando-se cada vez mais distante da verdade, chegando ao ponto de aceitar argumentos absurdos para defender o que aceita como a "verdade"
8º desconfia de todos os sistemas que se opõem ao que defende, e se isola, evitando contatos com informações contrarias ao seu conto de vista.
9º) se irrita e se altera consideravelmente quando é desacreditado ou confrontado no nível teológico.
10º) considera o ponto forte de suas convicções de que possui a verdade, as oposições que sofre na sociedade, por causa de suas crenças.
Todo o cidadão que professar o cristianismo deve viver dentro dos princípios lógicos da fé evangélica. Sua vida e suas convicções devem ser moldadas com tudo o que a bíblia ensina no contexto da liberdade de pensar e de existir.

CLAVIO JUVENAL JACINTO

ADN FAZ COM QUE UM FAMOSO PROFESSOR RENUNCIE AO ATEÍSMO

0 comentários

O poder das evidências

Em dezembro de 2004 um ateu e erudito muito famoso comoveu o mundo intelectual quando fez um anuncio de que havia aceitado a existência de Deus, em grande parte devido ao estudo que fazia ao ADN humano(sigla de Acido desoxirribonucléico).
Segundo o professor Antony flew, de 81 anos y docente da universidade de Reading, na Inglaterra, o ADN revela a existência de um criador, devido a sofisticação complexa, revelando inclusive inteligência e propósito. O Professor Flew foi talvez o ateu mais conhecido do mundo intelectual dos últimos 50 anos. Ajudou a estabelecer a pauta do ateísmo com a sua obra “teologia e falsificação”, considerada a obra filosófica que mais foi impressa nas ultimas décadas.
A medida que flew foi descobrindo as complexidades do ADN, foi abandonando o ateísmo e o evolucionismo darwinista, em entrevista a uma revista evangélica, o ex-ateu explicou que as recentes descobertas sobre as origens da vida com o avanço cientifico, tem revelado a existência de um criador, e revelado a impossibilidade do acaso cego desenvolver a profunda complexidade da vida. Para ele, deve haver uma inteligência por trás da criação da vida biológica. Flew também afirmou que deseja corrigir suas idéias antes de influencias ateístas, já que influenciou muita gente, dando ênfase ao ADN e a origem da vida como resultado de um criador inteligente e não como um a obra do acaso acidental.
(Fonte: Revista Buenas Nuevas Julho Agosto de 2005)

NASCER DE NOVO E REENCARNAÇÃO

0 comentários


Em João três, Jesus em um dialogo com Nicodemos, afirma que o homem religioso precisa nascer de novo se quiser entrar no Reino de Deus. Uma tradução mais literal seria o “nascer do alto”. Muitos defensores da teoria da reencarnação apelam para o texto citado em busca de provas bíblicas para verificar que a teoria da reencarnação seja uma doutrina defendida por Cristo. Mas nada pode ser provado citando as palavras de Jesus, porque em seu dialogo, dentro do contexto, vimos que nem mesmo havia qualquer sinal de que o assunto era a reencarnação. Alias podemos notar que Jesus não falou que nicodemos tinha que renascer, mas simplesmente tinha que nascer de novo. Tal conceito era novo, nicodemos nem sequer entendeu o que Jesus estava ensinando. Jesus então explica dentro do contexto do capitulo três que esse nascer de novo era uma obra espiritual no homem pecador. Há uma diferença entre nascer de novo e renascer de novo, e os reencarnacionistas lêem uma coisa e entende outra. Pensam que nascer de novo é o mesmo que renascer para uma outra vida, dentro dos conceitos biológicos defendidos pelo reencarnacionismo. Mas não existe como conciliar o texto e a doutrina do novo nascimento com a teoria d a reencarnação. O que precisamos fazer na verdade é ‘As quais também falamos, não com palavras de sabedoria humana, mas com as que o Espírito Santo ensina, comparando as coisas espirituais com as espirituais. (1Co 2:13)

CLAVIO JUVENAL JACINTO

dDAWKINS E A MOTOCICLETA

0 comentários

A falácia do pensamento materialista

Onde está o sábio? Onde está o escriba? Onde está o inquiridor deste século? Porventura não tornou Deus louca a sabedoria deste mundo? (1Co 1:20). Como podemos entender essas palavras dentro de nossa experiência neste mundo? Creio que através de uma entrevista que uma revista de renome fez com o biólogo britânico Richard Dawkins, revele a essência dessa passagem de Paulo. Dawkins professa um ateísmo e uma paixão pelas idéias de Darwin, na entrevista, o ateu britânico explica que o sentido da vida perde-se no darwinismo. Dawkins, portanto defende a teoria do sistema funcional útil. O malogro de Dawkins logo é percebida quando faz a suposição de que um arqueólogo encontre o fóssil de uma motocicleta alguns séculos no futuro. Ele então explica que a função do arqueólogo é tentar desvendar o mistério desse fóssil e suas funções. Ele explica que por dedução, tal arqueólogo comece por descobrir a função de cada parte da moto, e depois a maquina no seu todo. Não é interessante, essa afirmação. O que dawkins esqueceu de explicar foi a motivação parcial do tal arqueólogo. Se esse arqueólogo for discípulo das idéias de Dawkins, jamais aceitará o fato de que a motocicleta foi uma criação inteligente, ao invés disso., acreditará que foi um produto do acaso. As aberrações filosóficas que produzem loucuras estão ai. A motocicleta seria reconhecida como um produto criado por um criador, ou produto do mero acaso? Mas o que é o corpo humano,as células, a mente humana, o sangue e o DNA quando comparado com uma motocicleta? Acaso não é a vida muito mais complexa? Mesmo assim eles não crêem no criador, negam um deus pessoal, tudo não como resultado de uma análise inteligente, mas pelo fato de partirem uma pesquisa seguindo princípios errados, chegando assim a resultados equivocados. Como no caso da motocicleta...

Entrevista concedida a revista Veja de 17/6/1998
C. J. JACINTO

segunda-feira, 28 de setembro de 2009

A doutrina do sono da alma também é pagã?

0 comentários

Entre tantos assuntos polêmicos, pelo qual os adventistas atacam os evangélicos tradicionais (pentecostais e históricos) são suas meias acusações baratas, feitas com o propósito de fortalecer os argumentos a favor de suas teses. Não é incomum acusar a maioria das igrejas evangélicas de adotarem ensinos romanistas ou pagãos. Um exemplo disso é a questão da imortalidade da alma, como os adventistas ensinam que a alma dorme quando o corpo morre, não é possível provar pela bíblia que sono seja inexistência. Portanto é simples concluir que esse sono da alma, não se encaixa nem com o modelo convencional da nossa experiência física, e também não se encaixa com o modelo bíblico figurado ou não para o sono. Na bíblia, o sono muitas vezes está ligado a experiências de ações no mundo espiritual. O Senhor, por exemplo, advertia a José, pai de Jesus, a fugirem para o Egito, quando tentaram matar Jesus. Lá no velho testamento, Jacó teve uma experiência com o Senhor, na visão de uma escada que unia céu e terra, em um sonho, chamando o lugar da sua experiência de Betel. Nós vimos na literatura adventista, acusações como essa “o conceito da “alma imortal” entrou pela porta dos fundos da igreja cristã, embutido na filosofia grega”. Parece correto isso não é mesmo?. Mas o conceito da imortalidade dos pagãos é completamente diferente do conceito cristão. Aliás o termo imortalidade, não é no conceito cristão reencarnacionista, mas aplicado a algo que teve principio, ou seja criado. Não é eterno, mas imortal, no que diz respeito sua memória pós morte. Dormir ou ter consciência após a morte, é a mesma coisa, com a única diferença de que o estado da existência é alterado pelo mecanismo consciente da existência se é que devemos entender que o adventismo aplica uma espécie de sono usando o modelo tradicional ou bíblico para o termo “dormir”. Se eles desenvolveram uma espécie de sono, fabricado apenas para modelar o conceito de vida após a morte, então não temos nem como discutir algo que só existe na mente de um adventista. A questão é que o conceito de alma imortal era também uma idéia dos pagãos, inclusive os gregos? Era, sem duvida nenhuma, mas apesar de ser assim, isso não dá direito de um adventista acusar os evangélicos de adotarem um conceito pagão, porque existe uma diferença muito grande entre o que um cristão evangélico conservador ensina sobre a vida após a morte, e entre um católico, um espírita ou um pagão. Há muitas diferenças, porque o conceito do evangélico é bíblico. Veja bem, podemos acusar também os adventistas de paganismo, e rejeitar a doutrina do sono da alma, com base de um argumento a altura de suas acusações. Vejamos, a palavra portuguesa cemitério vem do latim Coemeterium, esse por sua vez vem do grego Koimeterion, que significa no grego DORMITÓRIO. Koemeterium vem da palavra grega koimao, que por sua vez significa DORMIR. (Veja Dicionário Universal de Curiosidades).
(II volume, pagina 347 e 348 Da Costa e Silva, CIL edições, SP 1963/64). Aqui está uma prova irrefutável de que o conceito do sono da alma após a morte, também tem suas raízes no paganismo. Então podemos concluir com base nas própria metodologia de avaliação dos adventistas, que eles buscaram a idéia do sono da alma entre os gregos, pois esse conceito existiu bem antes de existir qualquer igreja adventista.

CLAVIO JUVENAL JACINTO

sexta-feira, 25 de setembro de 2009

PREGAÇÃO DE PROSPERIDADE, ENGANOSA E MORTIFERA

0 comentários



Por John Piper
Quando leio sobre pregação de prosperidade nas igrejas, minha resposta é: “Se não estivesse dentro do Cristianismo, eu não desejaria estar.” Em outras palavras: se essa é a mensagem de Jesus, não, obrigado!
Atrair as pessoas a Cristo prometendo riqueza é tanto enganoso como mortífero. É enganoso porque quando o próprio Jesus nos chamou, ele disse coisas como: “Assim, pois, todo aquele que dentre vós não renuncia a tudo quanto tem não pode ser meu discípulo” (Lucas 14:33). E é mortífero porque o desejo de ser rico faz com que as pessoas caiam “na ruína e perdição” (1 Timóteo 6:19). Assim, aqui está o meu apelo aos pregadores do evangelho.
1. Não desenvolva uma filosofia de ministério que torne difícil as pessoas entrar no céu.
Jesus disse: “Quão dificilmente entrarão no reino de Deus os que têm riquezas!” Seus discípulos ficaram estupefatos, como muitos no movimento de “prosperidade” deveriam ficar. Assim, Jesus aumentou ainda mais o assombro deles dizendo: “É mais fácil passar um camelo pelo fundo de uma agulha do que entrar um rico no reino de Deus”. Eles responderam em descrença: “Então, quem pode ser salvo?” Jesus disse: “Para os homens é impossível; contudo, não para Deus, porque para Deus tudo é possível” (Marcos 10:23-27). Minha pergunta para os pregadores da prosperidade é: Por que você desejaria desenvolver um foco ministerial que torna difícil as pessoas entrar no céu?
2. Não desenvolva uma filosofia de ministério que atice desejos suicidas nas pessoas.
Paulo disse: “De fato, grande fonte de lucro é a piedade com o contentamento. Porque nada temos trazido para o mundo, nem coisa alguma podemos levar dele. Tendo sustento e com que nos vestir, estejamos contentes. Ora, os que querem ficar ricos caem em tentação, e cilada, e em muitas concupiscências insensatas e perniciosas, as quais afogam os homens na ruína e perdição. Porque o amor do dinheiro é raiz de todos os males; e alguns, nessa cobiça, se desviaram da fé e a si mesmos se atormentaram com muitas dores” (1 Timóteo 6:6-10).
Assim, minha pergunta para os pregadores da prosperidade é: Por que você desejaria desenvolver um ministério que encoraja as pessoas a se atormentarem com muitas dores e se afogarem na ruína e perdição?
3. Não desenvolva uma filosofia de ministério que encoraje a vulnerabilidade à traça e à ferrugem.
Jesus adverte contra o esforço de ajuntar tesouro na terra. Isto é, ele nos manda ser doadores, e não guardiões. “Não acumuleis para vós outros tesouros sobre a terra, onde a traça e a ferrugem corroem e onde ladrões escavam e roubam” (Mateus 6:19).
Sim, todos nós guardamos algo. Mas dada a nossa tendência inerente em todos nós para com a ambição, por que deveríamos tirar o foco de Jesus e invertê-lo totalmente?
4. Não desenvolva uma filosofia de ministério que faça trabalho duro significar acúmulo de riqueza.
Paulo disse que não deveríamos roubar. A alternativa era trabalhar duro com as nossas próprias mãos. Mas o propósito principal não era meramente acumular ou mesmo ter. O propósito era “ter para dar.” “Aquele que furtava não furte mais; antes, trabalhe, fazendo com as próprias mãos o que é bom, para que tenha com que acudir ao necessitado” (Efésios 4:28). Isso não é justificação para ser rico a fim de dar mais. É um chamado para fazer mais e acumular menos, para que possa dar mais. Não há razão pela qual uma pessoa que ganha R$ 500.000,00 por ano deva viver diferentemente de uma pessoa que ganha R$ 200.000,00. Descubra um estilo de vida moderado; corte os seus gastos supérfluos; então, dê o restante.
Por que você desejaria encorajar as pessoas a pensar que elas deveriam possuir riqueza para serem um doador generoso? Por que não encorajá-las a manter suas vidas mais simples e serem um doador ainda mais generoso? Isso não adicionaria à generosidade deles um forte testemunho que Cristo, e não as possessões, é o seu tesouro?
5. Não desenvolva uma filosofia de ministério que promova menos fé na promessa de Deus ser para nós o que o dinheiro não pode ser.
A razão do escritor aos Hebreus nos mandar estarmos contentes com o que temos é que o oposto implica menos fé nas promessas de Deus. Ele diz: “Seja a vossa vida sem avareza. Contentai-vos com as coisas que tendes; porque ele tem dito: De maneira alguma te deixarei, nunca jamais te abandonarei. Assim, afirmemos confiantemente: O Senhor é o meu auxílio, não temerei; que me poderá fazer o homem?” (Hebreus 13:5-6).
Se a Bíblia nos diz que estarmos contentes com o que temos honra a promessa de Deus nunca nos abandonar, por que desejaríamos ensinar as pessoas a desejarem ser ricas?
6. Não desenvolva uma filosofia de ministério que contribua para que o seu povo fique sufocado até a morte.
Jesus adverte que a palavra de Deus, que tem o intento de nos dar vida, pode ser sufocada pelas riquezas. Ele diz que isso é como uma semente que cresce entre espinhos, e é sufocada até a morte: “A que caiu entre espinhos são os que ouviram e, no decorrer dos dias, foram sufocados com os cuidados, riquezas e deleites da vida; os seus frutos não chegam a amadurecer” (Lucas 8:14).
Por que desejaríamos encorajar as pessoas a buscar a própria coisa que Jesus adverte que nos sufocará até a morte?
7. Não desenvolva uma filosofia de ministério que tire o sabor do sal e coloque a candeia debaixo da vasilha.
O que existe nos cristãos que os torna o sal da terra e a luz do mundo? Não é a riqueza! O desejo e a busca por riqueza têm o mesmíssimo sabor e aparência do mundo. Isso não oferece ao mundo nada diferente daquilo que ele já crê. A grande tragédia da pregação da prosperidade é que uma pessoa não tem que ser espiritualmente vivificada para abraçá-la; a pessoa precisa ser apenas gananciosa. Ficar rico em nome de Jesus não é ser o sal da terra ou a luz do mundo. Nisso, o mundo simplesmente vê um reflexo de si mesmo. E se funciona, eles comprarão.
O contexto do discurso de Jesus nos mostra o que é o sal e a terra. Eles são a disposição alegre de sofrer por Cristo. Aqui está o que Jesus disse: “Bem-aventurados sois quando, por minha causa, vos injuriarem, e vos perseguirem, e, mentindo, disserem todo mal contra vós. Regozijai-vos e exultai, porque é grande o vosso galardão nos céus; pois assim perseguiram aos profetas que viveram antes de vós. Vós sois o sal da terra…Vós sois a luz do mundo” (Mateus 5:11-14).
O que fará o mundo provar (o sal) e ver (a luz) de Cristo em nós não é que amamos a riqueza da mesma forma que eles o fazem. Antes, será a disposição e a capacidade dos cristãos amarem os outros mesmo durante o sofrimento, enquanto se regozijam porque a recompensa deles está no céu com Jesus. Isso é inexplicável em termos humanos. É sobrenatural! Mas atrair as pessoas com promessas de prosperidade é simplesmente natural. Essa não é a mensagem de Jesus. Ele não morreu para assegurar isso.
JOHN PIPER
VISITE:
http://www.desiringgod.org/
varios artigos e sermões em português de grande relevancia espiritual

quarta-feira, 23 de setembro de 2009

DEVEMOS INTERCEDER PELOS MORTOS?

0 comentários

Uma das praticas mais comuns no catolicismo é a atenção que eles dão aos falecidos, acreditando no purgatório, no limbo, na eficácia da missa, nas preces e nas boas obras para o resgate de almas aprisionadas no purgatório. Para esse sistema complexo, apologetas católicos precisam fazer malabarismos na bíblia para tentar provar o que é improvável peças escrituras. Para apelar ao credito bíblico na intercessão aos mortos, clérigos, teólogos e apologetas católicos apelam para algumas citações de apócrifos, como esses são insuficientes, e de pouco credito, apelam para muitas passagens nas escrituras canônicas principalmente no antigo testamento para dar provas as teorias. Algumas passagens clássicas para tentar provar a intercessão aos mortos apelam para Gênesis 18 e 19, quando Abraão intercedeu pelo sobrinho Ló e por prováveis justos que haveria na cidade.A intercessão de Jô pelos seus amigos em Jô 42:7 a 9. ainda outras passagens citadas como Lucas 7:1 a 10, etc. em todos esses textos a intercessão é feita de vivos para vivos. E não de vivos para os mortos. Abraão não intercedeu pelos habitantes de Sodoma quando eles morreram. Quando tais morreram fulminados pelo fogo do juízo de Deus, Abrão não intercedeu por nenhum deles. Intercedeu por Ló quando esse estava vivo. O texto dentro do contexto prova justamente o contrario. A bíblia ensina que devemos interceder uns pelos outros, isso é bíblico. Podemos recorrer aos textos apostólicos para sustentar essa preciosa doutrina: Confessai as vossas culpas uns aos outros, e orai uns pelos outros, para que sareis. A oração feita por um justo pode muito em seus efeitos. (Tg 5:16). Agora onde está um exemplo na bíblia de um apostolo, ou um cristão orando por uma alma no purgatório. Onde está um versículo na bíblia orientando claramente a interceder por um falecido, para a salvação do resgate do mesmo do purgatório. Mostrem os teólogos católicos que a missa tem a eficácia para resgate de vidas desse suposto purgatório, e que as boas obras também possuem esse poder. Provar isso sem ferir oi texto e nem o contexto das escrituras e não mais nos oporemos aos ensinos e as doutrinas do catolicismo romano. Com relação entre a comunicação entre vivos e mortos a bíblia é clara: Porque os vivos sabem que hão de morrer, mas os mortos não sabem coisa nenhuma, nem tampouco terão eles recompensa, mas a sua memória fica entregue ao esquecimento. (Ec 9:5) a parábola do rico e do Lazaro de Lucas 16, contradiz completamente o ensino católico romano da intercessão pelos mortos.

O DECALOGO A LEI E O ADVENTISMO

0 comentários

O decálogo, a lei e o problema adventista


É o decálogo a lei perfeita, e o restante do Pentateuco algo inferior e abolido, denominado de lei cerimonial? O que a bíblia tem a dizer sobre isso?
A bíblia nunca aplica o temo “lei perfeita” ao decálogo, isso é algo peculiar a alguém que deseja construir uma doutrina encima de pressupostos. Quando a bíblia menciona lei perfeita, e isso ocorre uma vez no NT somente, não é aplicado aos dez mandamentos: “Aquele, porém, que atenta bem para a lei perfeita da liberdade, e nisso persevera, não sendo ouvinte esquecidiço, mas fazedor da obra, este tal será bem-aventurado no seu feito. (Tiago 1:25). O contexto de Tiago também cita a lei real, e essa lei real não é o decálogo, mas parte daqueles textos classificados como “cerimoniais”. Vejam como a classificação bíblica relativa a lei é completamente diferente da interpretação forçada de alguns: “Todavia, se cumprirdes, conforme a Escritura, a lei real: Amarás a teu próximo como a ti mesmo, bem fazeis. (Tiago 2:8). Alem disso com relação a nova aliança, o Senhor nunca planejou erguer o decálogo como modelo de lei, tão certo é isso que está escrito: “Esta é a aliança que farei com eles Depois daqueles dias, diz o Senhor: Porei as minhas leis em seus corações, E as escreverei em seus entendimentos; acrescenta: (Hebreus 10:16). Leis no coração, e não uma lei, a pluralidade anula a exclusividade do decálogo. Já o termo “cerimonial” não existe na bíblia, nem mesmo quando aplicado a classificação de Leis no antigo ou no novo Testamento. ora, vimos pelas escrituras, no primeiro concilio da igreja, que entre tudo o que foi determinado para os cristãos gentios guardarem, não estava absolutamente nada do decálogo, mas da suposta lei cerimonial, classificação artificial que os adventistas e outros fazem, com um intuito de defenderem em forma de sofismas, suas crenças, já usam chaves psicológicas para interpretarem a bíblia. Cada adventista obcecado, vê além do que está escrito quando a bíblia cita Mandamentos, eles enxergam sábados, onde está escrito na lei, eles de acordo com as conveniências enxergam cerimonial ou moral. No entanto no concilio de Jerusalém a determinação foi: “Que vos abstenhais das coisas sacrificadas aos ídolos, e do sangue, e da carne sufocada, e da prostituição, das quais coisas bem fazeis se vos guardardes. Bem vos vá. (At 15:29). No contexto, vimos o seguinte: “ Na verdade pareceu bem ao Espírito Santo e a nós, não vos impor mais encargo algum, senão estas coisas necessárias(Atos 15:28) o Sábado foi necessário? Não! Claro que não. Aliás, os apologetas sabadistas mentem descaradamente, ao afirmarem que o domingo foi instituído por Constantino, quando na verdade, os cristãos primitivos, celebravam o dia do Senhor no primeiro dia da semana, e não no sétimo. Fox, autor celebre do livro dos mártires e o historiado judeu Flavio Josefo, afirmavam que os inimigos romanos dos cristãos primitivos e seus imperadores anticristãos acusavam os cristãos de canibalismo, por terem supostamente roubado o corpo de Jesus, e comerem parte desse corpo aos domingos de manhã, quando na verdade os cristãos se reuniam para o ato da santa ceia, a fração do pão e o beber do cálice. Como os inimigos dos cristãos. Além disso, muito antes de Constantino, os pais da igreja cristã, como Justino Mártir(140 DC) Tertuliano(200 DC) Orígenes (225 DC) e documentos antigos como a epistola de Barnabé e o didakê, também informam que os cristãos se reuniam no domingo. Este era o diferencial entre cristãos e judeus, o que facilitou a perseguição dos imperadores, e facilita as perseguições dos adventistas hoje. É irônico quando os adventistas crêem na fabula da lei dominical, quando na verdade nenhum evangélico os obriga a guardarem o domingo, são eles que tentam obrigar a qualquer custo que os outros guardem o sábado. Criticam, condenam, atacam, e ainda por cima, se fazem de vitimas, quando criticamos suas doutrinas antagônicas, quando na verdade antes de qualquer cristão evangélico, o movimento adventista atacou impiedosamente a todos, chamando as igrejas protestantes de filhas da babilônia, se declarando única igreja remanesceste e verdadeira. Importa que seja lembrado as palavras de Jesus: “Portanto, tudo o que vós quereis que os homens vos façam, fazei-lhe também vós, porque esta é a lei e os profetas. (Mt 7:12) não querem ser criticados? Parem de criticar os outros evangélicos! Não querem ser tachados de seitas? Parem de sofismar e reconhecem seus erros, e rasguem seus cursinhos bíblicos tipo seminário do apocalipse, que tacham de filhas da babilônia, as igrejas evangélicas históricas que tanto contribuíram para expansão do evangelho, e muitas delas ainda hoje lutam pela preservação da melhor tradução das escrituras que é a corrigida e fiel da SBTB, que mantém sociedades de folhetos, instituições missionárias, parem de ataca-las como atacou Ellen White em seus escritos. Ora não são tão sábios seus correligionários? Pois bem, Paulo ensinou a lei da semeadura, e exatamente isso que deve acontecer. Jesus ensinou a regra áurea, e ainda por cima define que essa é a lei e os profetas, nenhum evangélico persegue a igreja Adventista, são os adventistas que começaram o movimento perseguindo, acusando as outras denominações, qualquer evangélico que se oponha ao adventismo faz como defesa da sua fé, não como um ataque repugnante, como essa de chamar de filhos da Babilônia, os que não aceitam as visões e revelações de Ellen White. Porque não somos prostitutos espirituais, somos caracterizados por ser o povo da bíblia, não temos o dever em crer em nada mais a não ser na bíblia, e como o ultimo folheto adventista que li, citou três passagens da bíblia e nove de Ellen White, não preciso comentar mais nada. Quando um adventista chama de prostituto espiritual alguém como João Ferreira de Almeida que era cristão reformado, eles cospem no prato que comem, se fingem de amigos, nos chamam de irmãos, traem nosso líderes, quando saem em busca de adeptos, penetrando sorrateiramente nas casas de irmãos, atacando e condenando as igrejas evangélicas históricas. Traem depois da suposta amizade, e como parasitas, sugam os membros das outras denominações, arrastando para o movimento adventista. Infelizmente essa é a realidade, justamente depois de julgarem antecipadamente que já sou filho da babilônia, experimentem pois um pouco desse acido espiritual, afinal de contas ecoa nos meus ouvidos a condenação farisaica contra Jesus: “Então alguns dos fariseus diziam: Este homem não é de Deus, pois não guarda o sábado. Diziam outros: Como pode um homem pecador fazer tais sinais? E havia dissensão entre eles. (João 9:16)

terça-feira, 22 de setembro de 2009

EU MESMO...

0 comentários




Tudo além do DEUS altíssimo

além do amor

a dor suportada pelo seu FILHO,

gerou além da triste cruz,

alguem que após nascer de novo,

amou com mais amor,

o altíssimo DEUS,

eu mesmo...
CLAVIO JUVENAL JACINTO

A BIBLIA É PARA TODOS

0 comentários

Li recentemente um artigo de um apologeta católico, criticando a postura protestante relacionada a leitura da bíblia. O romanista defendia a antiquada e atrasada tese de que a bíblia deveria ser vetada ao povo, e que só os prelados deveriam ler e instruir as massas. A apologia feita para o ensino da proibição da bíblia seguiu junto com amplas evasivas, a citação de textos fora de contexto. Vetar a bíblia para o povo alem de ser contra os propósitos divinos, revela a total incompetência do clero católico em ensinar a verdade.. Perdoem-me muitos católicos, mas essa tese medieval requer uma analise mais acurada. O dito apologeta afirma em sua defesa de que a bíblia não deve ser acessível ao povo, citando Paulo onde afirma que a letra mata. A frase é tirada e arrancada do contexto de II Corintios 3. ali Paulo não esta afirmando nem de longe que a palavra de Deus mata, como pretende o tal. No contexto a letra que mata é: o ministério da morte, gravado com letras em pedras, ,(Versículo 7). Ou seja, era a lei mosaica, que tinha o seu ministério na revelação e condenação do pecado. Por isso entendemos que: a letra mata e o Espírito vivifica. (versículo 6). Não há na bíblia qualquer tipo de texto que ensine ser a bíblia seja um livro hermético e que só os autorizados, podem ler e interpreta~las. Muito pelo contrario, Jesus ensina o homem a ler a bíblia. : Examinais as Escrituras, porque vós cuidais ter nelas a vida eterna, e são elas que de mim testificam; (João 5:39). Jesus não dirigiu essas palavras para sacerdotes. Alias se são os sacerdotes autorizados a lerem e interpretarem, então a bíblia é realmente para todos porque a bíblia ensina o sacerdócio universal de todos os santos: Mas vós sois a geração eleita, o sacerdócio real, a nação santa, o povo adquirido, para que anuncieis as virtudes daquele que vos chamou das trevas para a sua maravilhosa luz; (1Pe 2:9). A bíblia é útil para todos os homens, e estudar com diligencia as sua paginas e praticar os seus preceitos, nos leva a libertação do pecado e não ao pecado. (2Tm 3:16 e 17 Salmos 119:105 e Salmos 1). Somente lideres que desejam alienar as pessoas, vetam a leitura das sagradas escrituras ao povo, esse raciocínio medieval ainda existe na mentalidade de muitos ditos sábios, que para defenderem suas teses heréticas arrancam textos do contexto para fazer com algo pareça ser verdadeiro quando na verdade não é.
CLAVIO JUVENAL JACINTO

BIG BANG E CIA

0 comentários

Suponhamos que o ateísmo esteja correto em afirmar que o universo surgiu do nada, através de uma explosão, tal como explicam na teria do big bang. No principio toda a matéria estava comprimida em um ovo cósmico e que uma explosão deu inicio ao nosso atual universo. Vejamos a teoria darwiniana, um mundo primitivo onde a água condensada deu inicio a vida em formas simples através de reações químicas. Vejamos agora qual é a base dessas duas teorias: nenhum ateu pode se apresentar para mostrar esse suposto ovo cósmico que explodiu, isso é impossível, assim como é impossível o evolucionista apresentar esses seres primitivos que foram o resultado de uma reação química de uma sopa oceânica. Os proponentes de ambas teorias só trabalham com evidencias. Os adeptos do big bang interpretam a expansão do universo e o fenômeno da entropia e concluem nessas supostas evidencias que o inicio de tudo foi uma explosão. O evolucionismo interpreta as supostas evidencias fosseis e concluem disso que houve uma evolução. Tais não podem ir alem da interpretação das evidencias que eles observam. Qualquer ateu que acuse o criacionismo de mito porque os criacionistas não podem provar que Deus existe partindo da idéia de que os tais não podem mostrar que Deus existe é uma idéia capciosa. O criacionismo trabalha em cima de evidencias, como os ateus. E essas evidências corroboram o criacionismo e não o ateísmo. É uma atitude injusta dos materialistas não crer em Deus porque eles não enxergam Deus. Porque eles também não enxergam aquilo em que defendem. Eles só sabem interpretar evidencias, e nada mais que isso. E quanto mais o tempo passa aumenta a distancia entre o materialista e suas provas. O futuro é a favor do criacionismo. Nenhum ateu pode provar suas teorias, comprimindo toda a matéria que existe em um espaço do tamanho de um ovo, nenhum ateu pode produzir uma vida primitiva através de reações químicas, e acelerar uma evolução para criar um ser um humano complexo em um espaço curto de tempo. Façam isso e apresentem ao mundo cada criacionistas se calará, ou então esqueçam de suas teorias impotentes.

CLAVIO JUVENAL JACINTO

O FALSO DEUS DA IMAGINAÇÃO

0 comentários

O falso deus da imaginação

A W Tozer certa vez disse: “ não tente imaginar Deus, ou você terá um deus imaginário” esse pensamento é interessante, alias se trata de um conselho interessante e importante de um relevante profeta dos últimos tempos. Não há uma pessoa que leia Tozer e não fique impressionado com seus escritos. Sem duvida muitos cristão querem ver Deus pela janela do imaginário ao invés de crer em Deus. Nossa vida espiritual é estabelecida pela fé, e não por visão. Um ateu não crê porque não vê, um cristão não vê e crê. Esta oposição de é linha de divisão de um crente e de um ateu. Mas tão serio quanto não crer em Deus é crer em um falso deus. E criar um deus na nossa imaginação, é de fato um fato serio. Deus esta fora da nossa capacidade de entender em sua plenitude. Nossa imaginação limitada não pode conceber nesse estagio de homem caído um Deus ilimitado. Olhe para todo o universo, a imensidão infinita aos olhos humanos, a grandiosidade de sua expansão. Tudo nos mostra que nossa breve existência nos incapacita de ir até a estrela mais próxima, pela velocidade convencional de nossos inventos. Imagine outras galáxias e a extremidade do universo, se é que existe extremidade? Amados se a criação é assim. Imagine como será o criador? Não dá para imaginar... A bíblia nos ensina: “Porque em esperança fomos salvos. Ora a esperança que se vê não é esperança; porque o que alguém vê como o esperará? (Rm 8:24)”. Alem disso a bíblia ensina: “Se alguém diz: Eu amo a Deus, e odeia a seu irmão, é mentiroso. Pois quem não ama a seu irmão, ao qual viu, como pode amar a Deus, a quem não viu? (1Jo 4:20)”. É lógico que pelas escrituras não podemos ver Deus, nem imagina-lo. Somos chamados a crer nEle, e a confiar nEle, a adora-lo e obedece-lo. Tudo isso pela fé. “(Porque andamos por fé, e não por vista). (2Co 5:7)”. A advertência bíblica é que não devemos imaginar Deus porque a nossa imaginação caída não pode conceber a infinita magnitude de Deus: “Sendo nós, pois, geração de Deus, não havemos de cuidar que a divindade seja semelhante ao ouro, ou à prata, ou à pedra esculpida por artifício e imaginação dos homens. (At 17:29)”.

VIDA CRISTÃ AUTÊNTICA

0 comentários



As maravilhas da vida cristã genuína

Muitas pessoas entendem mal o cristianismo e possuem uma visão distorcida da vida cristã. Geralmente muitos entendem que ser cristão, é viver uma vida monótona, vazia e limitada por restrições. O inimigo cegou o entendimento dos pecadores, fazendo parecer que a religião cristã é um sistema fechado, sem qualquer desfrute e destituído de genuína alegria. Esse estereótipo é comum em nossa sociedade. Para alguns, o cristianismo é coisa de pobre, inculto e fanático. Outros ainda olham com desconfiança maior sugerindo lavagem cerebral, atrofiamento de raciocínio e tantas outras coisas.
Se você tem preconceitos com relação ao cristianismo, e olha com desconfiança para as coisas relacionadas ao cristianismo, peço que se detenha por um momento, e analise os fatos, pois você deve estar redondamente enganado.
Em primeiro lugar, desejo tirar esse rótulo estúpido que o diabo colocou sobre a vida cristã. Desejo lhe dizer que ser cristão é antes de tudo algo maravilhoso, as montanhas e os vales da vida cristã são de paisagens espirituais magníficas. O caminho que optamos é o caminho mais excelente. Há motivos suficientes para crermos nisso.
Você precisa entender que, ser crente, não é optar por uma vida monótona, com privações e restrições, é verdade que todo o pecado é abandonado, mas a liberdade conquistada pela conversão nos dá uma visão real das condições dos prazeres que esse mundo dá. Há uma substituição de valores, trocamos os prazeres do mundo presente pelo júbilo de servir ao Senhor em comunhão com os demais irmãos, cultuar ao Senhor e viver em harmonia com a natureza e o universo criado para o homem. Mas entendemos que o sistema que rege parte do universo criado age contra o criador.
A base da vida cristã é a vida do próprio Cristo como modelo, como padrão, de conduta e moral, e assim como Cristo foi o homem mais livre que já existiu, também considero que os verdadeiros cristãos também são as pessoas mais livres do mundo. Jesus falou que o conhecimento da verdade traz libertação, e que ele oferece essa liberdade a todos os homens. São deles essas palavras : “Conhecereis a verdade e a verdade vos libertará e se o filho vos libertar verdadeiramente sereis livres”(leia todo o capitulo 8 de João ).
A vida cristã nos dá o direito de não fazer o que é errado, e oferece o poder para decidir. Daí o fato de não participarmos de extravagâncias ilusórias chamada carnaval, bailes e tantos outros “movimentos coloridos” que o diabo inventou para arrebatar pecadores e escraviza-los. Por outro lado a doce comunhão com o Senhor e presença do Espírito Santo nos mergulha na mais doce paz, na mais terna segurança, algo que o mundo não pode nos dá. Porque somente aqueles que servem a cristo podem experimentar. A alegria que Cristo nos transmite nos faz mergulhar nas mais profundas emoções do coração humano, a bíblia mesmo nos transmite isso quando ordena que devemos nos alegrar no Senhor (filipenses 3:1) veja o que o salmista diz com relação ao assunto .”NA TUA PRESENÇA HÁ PLENITUDE DE ALEGRIA” (Salmos 16:11) Paulo também acrescenta que o Reino de Deus é paz e alegria no Espírito Santo. Restringir o pecado não nos priva de alegria, pelo contrário nos leva a experimentar a verdadeira alegria.
Jesus também falou sobre uma paz que somente ele poderia dar aos homens, medite . “Deixo vos a paz, a minha paz vos dou, não vo-la dou como o mundo dá. Não se turbe o vosso coração nem se atemorize” (João 14:27). Seu gozo também é perfeito e maravilhoso, somente Cristo pode dar uma alegria perfeita e completa: “tenho-vos dito estas coisas para que o meu gozo esteja em vós , e o vosso gozo seja completo”(João 15:11 ) não há nesse mundo pessoas que possam experimentar mais alegria e paz do que os crentes. Essa é uma verdade indiscutível !
A vida cristã não é um sistema fechado onde cada crente se torna um fanático, essa é outra mentira que o diabo inventou, mas que não resiste a uma análise. Embora alguns sistemas religiosos que se dizem “cristãos” realmente podem exercer tal manipulação sobre pessoas, onde eles estiverem não devem ser confundidos com o cristianismo autentico. Muitos novos convertidos ao experimentarem a transformação de vida, realmente ficam empolgados com a nova vida em Cristo, disso trataremos aqui. Porque as vezes alguns dizem: “ficou crente ficou fanático”. Na verdade o que o novo convertido experimentou foi uma transformação tão radical e experimenta de uma alegria tão profunda que ele quer passar aos outros a qualquer custo, ou ainda ele tem tanto medo de perder essa alegria que se priva de certas coisas temendo perder os prazeres da nova vida em Cristo. Mas com o passar do tempo e com instruções, tal crente acaba amadurecendo e torna-se equilibrado. O cristianismo não é um sistema fechado,ele abrange um sistema ético que
Condena tudo o que a bíblia condena, mas os cristãos são pessoas inteligentes, e amantes da liberdade. O protestantismo contribuiu muito para a liberdade do pensamento, a liberdade de escolha do ser humano, ao contrario de outros movimentos religiosos medievais que restringia a ciência e as pesquisas tecnológicas.
Alguns taxam os cristãos de mentes fechadas, porque não analisam os fatos. Porque não aceitamos teorias malucas como o evolucionismo, e classificamos o homossexualismo como pecado, não significa que isso seja falta de raciocínio, convido você a ler “O LIVRO DA PERGUNTAS “ cujo autores são cientistas evangélicos.os dois tomos de EVIDENCIAS QUE EXIGEM UM VEREDICTO” Josh Mcdowell famoso palestrante evangélico americano graduado pela faculdade de
Wheaton (USA) ou ainda o livro de Lee Strobel “EM DEFESA DA FÉ “ ou ainda o fantástico livro de Norman Geisler, renomado apologista cristão e a sua obra prima : ENCICLOPEDIA DE APOLOGÉTICA. Isso sem comentar dezenas de outros grandes e prestigiados pensadores e intelectuais cristãos como Silas Malafaia, Abraão de Almeida, Francis Bacon
Etc e etc. o cristianismo não é um sistema fechado, pelo contrario é um sistema revolucionário, altamente intelectual e transformador de indivíduos culturas e nações. Os paises mais avançados do mundo, foram na sua maioria esmagadora influenciados pelos protestantes. Canadá, USA, Austrália, Inglaterra, Nova Zelândia, Suíça,Noruega, Finlândia
Coréia do Sul, Dinamarca , etc e etc. todos eles foram influenciados pela bíblia e pelo protestantismo. As nações que se desenvolveram dentro do cristianismo bíblico estão muito a frente de outros paises. A bíblia e os cristãos contribuem para o desenvolvimento social, cientifico e tecnológico. Essa é a verdade que o diabo tenta esconder.
A vida cristã para alguns parece ser uma vida limitada pela igreja. “Os crentes” dizem alguns só querem igreja, culto e ler bíblia. Essa é uma verdade parcial. Em primeiro lugar entendemos o valor do culto, da comunhão e de todas as coisas espirituais. Pelo fato de que damos uma atenção muito forte ao culto, e aplicarmos uma importância crucial a leitura da bíblia e a oração, alguns enxergam nisso uma anormalidade. Mas nós cremos que as coisas espirituais tal como ensina a bíblia, tem valores eternos, são vias que conduzem os crente ás riquezas insondáveis de Cristo. A verdade é que a vida ganha mais sentido quando aplicamos o principio espiritual de que quanto mais para Deus fizemos, mais graça temos para viver e mais preparados ficamos para deixar essa vida transitória e breve, para habitar com o Senhor.
Quando o homem passa analisar os fatos, de que existimos para Deus, descobrirá que o verdadeiro sentido da vida é viver para ele. Mas como pessoas iguais as outras temos família e trabalho, amigos e divertimentos sadios.
Talvez um dos principais problemas surgem quando alguém que deseja se tornar cristão, preocupa-se com a rejeição que terá que enfrentar com relação aos familiares e até mesmo com a sociedade. O medo de ser perseguido ou ser objeto de zombarias por parte daqueles que não aceitam a decisão de servir ao Senhor. Tudo isso com o tempo porém é superado, aliás, o melhor amigo que é Jesus está ao nosso lado e ele vale mais do que todos os amigos e familiares, porque ele é o REI dos REIS e SENHOR dos SENHORES. Com o tempo acabamos descobrindo que a vida de comunhão com os irmãos na fé supera em muito qualquer perda de amigo mundano. Por experiência própria ,tenho trinta e cinco anos e até hoje, os melhores amigos que conheci estão dentro da igreja e não fora dela !
No relacionamento familiar tenho certeza de que a vida cristã dá mais segurança para o casal, enquanto que no mundo os lares estão sendo destruídos, familias que optam por servir a Deus em uma igreja evangélica, estão abrindo espaço para as bênçãos de Deus, daí a resposta porque casais crentes são fieis e resistem aos termos da fidelidade conjugal.
Uns ainda dizem que ser crente é dar dinheiro para “o pastor”. Na realidade o dizimo é uma opção pessoal, e que revela
Na pratica ,que Deus abençoa quem dá o dizimo. Quase sempre os críticos do dízimos são desonestos e imparciais. Porque o dizimo dentro de igrejas biblicamente estabelecidas, é o meio de manutenção do templo e os serviços eclesiásticos. Através do dizimo muitas igrejas imprimem bíblias e folhetos para distribuir gratuitamente,além dos serviços assistenciais, filantrópicos e manutenção e envio de missionários, construção de templos etc. eu mesmo fiz uma analise do que eu gastava quando era mundano, para sustentar meus vícios e caprichos e teve um orçamento bem maior do que 20%,ou seja muito mais lucro na igreja do que fora dela, também nunca ouvi o testemunho de alguém que morreu de fome ou ficou mais pobre porque foi dizimista, isso não existe em nossas igrejas. O dizimo é um ato sagrado, uma maneira de dizer a Deus que estamos agradecidos por abençoar nossas vidas com um emprego digno. Se o dizimo fosse um impedimento para servir a Deus, seus críticos se converteriam e seriam membros de igrejas evangélicas que não adotam o sistema de dízimos como método de contribuição. Porque tais não fazem isso ?
Tambem outros entendem que se converter é o mesmo que mudar de religião. Essa é outra mentira do diabo. Mais do que uma mudança de religião, a conversão ao cristianismo bíblico é uma mudança radical de vida. É uma transformação operada por Deus no interior do homem para capacita-lo a andar no caminho da obediência. O apostolo Paulo não mudou de religião quando se converteu do judaísmo para o cristianismo, mas saiu do caminho da religiosidade para o caminha da salvação, saiu da condição de religioso perdido para cristão salvo. E existe uma diferença muito grande nessas duas condições. O inferno está cheio de pessoas religiosas, mas o céu se encherá somente de pessoas salvas.
Por isso muito mais do que o abandono de uma religiosidade morta, a condição única para ser salvo é se arrepender dos pecados se converter e nascer de novo através do Espírito Santo, e em seguida andar nos caminhos da santidade
E da obediência, pois esse é o resultado de uma verdadeira conversão ao Senhor Jesus. Só Jesus dá verdadeira esperança e esperança sem Jesus é apenas uma ilusão. Dizia um famoso pregador que “o céu se esconde dentro do evangelho” espero que o amado leitor após ler essas linhas , também tome a decisão de servi-lo em verdade a partir de agora porque de outro modo nunca encontrarás verdadeira segurança e esperança nessa vida. Ao contrario do que se pensa os crentes são pessoas mais estáveis e equilibradas. Veja o surto da depressão por exemplo, dificilmente esse terrível mal alcança um crente.
Certa vez eu li que a conversão é uma obra profunda, uma obra no coração do homem. Ela invade todo o homem,a mente o coração todo o corpo e toda a vida.
Para finalizar, ser crente talvez não seja tão fácil, porque ela compromete todo o rumo e as decisões da nossa vida, mas a vida libertina do pecado não pode oferecer nada além do que as terríveis portas do inferno. O mundo e todo o seu sistema sempre vai descer os degraus do abismo e da condenação. O cristianismo é uma espécie de subida,degrau por degrau. Seus desafios constantes nos levam a caminhar muitas vezes com dificuldades, mas no final será surpreendente porque a paisagem será maravilhosa, arrebatadora. Ela conduz as delicias da vida eterna em plena comunhão com Deus e na experiência permanente da mais profunda felicidade que pode existir.
O s caminhos do mundo levarão seus caminhantes ao terror eterno, para a eternidade de trevas, mas viver para Cristo é a via celestial. Jesus mesmo afirmou: “ninguém vem ao pai a não ser por mim”. Você já meditou nesse assunto de vital importância ?
Jesus disse que quem desejasse seguir após Ele ,deveria tomar a sua cruz negar a si mesmo e prosseguir pelo caminho do cristianismo bíblico. É grande o desafio ?

RECEBA JESUS COMO SALVADOR HOJE MESMO !


“O cristianismo não é verdadeiro por causa dos resultados
Ele dá resultados porque é verdadeiro”


DESEJA AJUDA ? ENTRE EM CONTATO CONOSCO, FONE: 9116-3137 OU PEÇA AJUDA PARA UM CRENTE QUE VOCÊ CONHEÇA. ELE IRÁ AJUDA-LO NA SUA DECISÃO.

CLAVIO JUVENAL JACINTO

“É MUITO FACIL VIVER SEM JESUS, DIFICIL É MORRER SEM ELE”

O PERIGO DO MUNDO ESPIRITUAL CAIDO

0 comentários




A BIBLIA: é a fonte de revelação mais precisa, com relação as coisas espirituais:

Há pelo menos dez motivos para considerarmos a bíblia como um livro de grande envergadura espiritual com conceitos verdadeiros:

1- Idoneidade conceitual.
2- Equilíbrio moral.
3- Harmonia no seu todo.
4- Identidade sobrenatural.
5- Origem milagrosa.
6- Relacionamento profético de continuidade.
7- Poder transformador moral.
8- Substancia máxima de verdade aplicável a vida cotidiana.
9- Unidade literária revelacional progressiva.
10- Resistência sólida a todo tipo de oposição.

Diante dessas características aplicáveis a bíblia, devemos acatar com seriedade as suas informações com relação ao mundo espiritual.

A bíblia adverte sobre um ser caído, chamado Satanás, com uma astúcia versátil. Se apresentando como alguém que deseja fazer o “bem” para os homens, mas seu propósito principal é a ruína de toda a humanidade.

Passagens chaves das escrituras sobre essa verdade: JÓ 1 e contexto, Gênesis 3 com Apocalipse 20:2, João 13:2, Zacarias 3:1, João 8:44, I João 1:8, Hebreus 2:14, I Crônicas 21:1, Salmos 109:6, II Corintios 2:11, II Tessalonicenses 2:9, Apocalipse 13: 11 e 14, Mateus 24:24, II Corintios 11:14
Judas 9, Efesios 2:2, João 14:30, Efesios 4:14, Colossenses 1:13, Atos 26:18, II Corintios 4:4, Apocalipse 12:10, Atos 10:38, João 13:27, Marcos 4:15, Atos 5:3. etc.

Nesses textos que devem ser avaliados e estudados com diligencia, encontramos verdades essenciais sobre o perigo oculto na existência de um ser pessoal chamado Satanás que comanda uma hoste infinita de espíritos imundos e anjos caídos. Esses são chamados na bíblia de demônios, e pelo estudo informativo de diversas partes das escrituras, há indícios que existam milhões ou talvez bilhões desses seres caídos.

Passagens chaves das escrituras sobre essa verdade: Efesios 6:10 a 18, I Timoteo 4:1, Tiago 2:19, Mateus 8:29 a 31, Marcos 1:23 e 24, Atos 19:13 a 15, I Corintios 10:20 a 21, Lucas 9.39, Mateus 8:28, Mateus 12:22, Mateus 5:8 a 13, Atos 8:7, II Pedro 2:10 a 12, I João 4:1. Mateus 15:22, Apocalipse 9:20, 16:14, 18:2, Levitico 17:7, Deuteronômio 32:7, II Corintios 11:15, Salmos 106:37.

Diante das informações bíblicas, colhidas dos 66 livros que foram escritos num período de 1600 anos, e que sempre foi parte da fé da igreja e também do povo do antigo pacto (os judeus), fazendo parte da experiência espiritual de todos os pais da igreja, e de todos os que levaram e ainda levam a sério o cristianismo durante todos esses séculos, não podemos negar a realidade de um conjunto de seres espirituais com uma grande performance de engano e sutilezas, devido ao acumulo de experiências estratégicas de milênios, atuando no nosso mundo em escala universal. Alguns argumentam contra a existência de demônios, do Diabo e do Inferno como lugar de tormentos. Mas o próprio Jesus ensinou e defendeu a realidade desses fatos. Outros argumentam que essa crença é medieval e atrasada. Nada pode ser tão errado! Há verdades que são imutáveis independentes do tempo. Há fatos que continuam sendo fatos, mesmo que todo mundo acredite o contrario!

A vida depende da fé que temos nos termos exigidos para levar a cabo um empreendimento. Para se chegar a um lugar distante, um mapa é a autoridade maior. Em alto mar ou no deserto, a bússola desempenha um papel predominante. Ninguém se apresentará em uma sala de cirurgia para ser operado do coração por um motorista de ônibus! A bíblia desempenha um papel único e exclusivo em questões espirituais com relação a vida eterna e aos fatos espirituais importantes para o homem.

Finalizo esse estudo, esclarecendo que a existência pessoal do Diabo e seus anjos não colocam o homem no centro de uma guerra dualista. Deus é supremo e todo-poderoso e o Diabo e os espíritos demoníacos são seres criados. A simples classificação de o diabo ser o deus desse século, confere a ele a impossibilidade de ser um deus nos seus atributos, porque uma criatura nunca pode se transformar em um Deus. Ele é um falso deus, enquanto houver falsas religiões e falsas crenças. A eternidade banirá completamente o titulo de deus desse século aplicado ao diabo, quando ele estiver confinado para toda a eternidade no lago de fogo.

“Cristianismo é a entrega total de tudo o que conheço de mim a tudo o que conheço de Cristo”
WILLIAM TEMPLE

“Conhecereis a verdade e a verdade vos libertará”
JESUS CRISTO


ACEITE JESUS COMO SENHOR E SALVADOR DA SUA VIDA

PROCURE UMA IGREJA EVANGELICA QUE PREGUE A SÃ DOUTRINA, HONRE A JESUS CRISTO E ENSINE CORRETAMENTE AS ESCRITURAS E ESTEJA FIRMADO AOS PRINCIPIOS DA REFORMA PROTESTANTE.
CLAVIO JUVENAL JACINTO

segunda-feira, 21 de setembro de 2009

TATUAGENS E AS ESCRITURAS

0 comentários


A pratica de tatuagem ou a arte de desenhar sobre a pele humana, remonta a uma pratica desde a antiguidade, e de acordo com a cultura vigente, servia para marcar uma classe ou posição social, e em outros era um estigma de condenação. O uso da tatuagem como um modelo de realce ao corpo humano ou como uma moda, para “embelezar” o corpo humano é recente, próprio da nossa era de formação moral decadente. Não quero entrar em detalhes com relação às técnicas e tipos de tatuagens que são usados no momento, quero apenas fazer uma apologia dentro da perspectiva cristã, sobre o assunto. A bíblia em o Antigo testamento já condenava todos os participantes da antiga aliança a tatuarem o seu corpo. Essa proibição é muito clara em passagens como a de Levitico 19:28 que diz: “não fareis marca nenhuma sobre vós”, o contexto da passagem revela que naquela época, muitos se tatuavam para dar sinal externo de algum pacto, seja esse religioso ou não. O fato é que era completamente proibido marcar o corpo com um estigma simbólico ou não. A palavra hebraica traduzida para “marca”, no texto de Levitico é “Qa`qua” que significa uma impressão sobre a pele, uma incisão, uma tatuagem. Algumas passagens do novo Testamento parecem apoiar essa proibição do antigo Testamento, a saber: I Corintios 6:9 a 12 e 8:9 e ainda 10.3. Gálatas 5:13, I Pedro 2:15 e 16. A tatuagem é uma mutilação artificial do corpo humano, e em certas correntes ocultistas, um meio se compactuar com demônios. Note que todos os cantores de musicas satânicas, se tatuam ao extremo, e desenvolvem uma atração mórbida e abominável pelo satanismo e por figuras bestiais, que são impressas em todas as partes do corpo. A tatuagem parece ser uma das marcas de uma civilização decadente e madura para o juízo. No novo testamento, mais precisamente no livro de apocalipse, uma tatuagem é associada ao anticristo, a então conhecida marca da besta, a palavra “marca” de Apocalipse 13: 11 a 18 vem do grego “charagma” que significa uma marca ou uma impressão sobre a pele. Portanto notemos que numa perspectiva bíblica e cristã, a tatuagem está intimamente ligada com uma associação com o espírito do anticristo, a força influente do Diabo, que desde os tempos apostólicos já atua em nosso sistema mundano, que vai perecer muito em breve quando o senhor Jesus voltar em gloria para buscar seu povo escolhido. O que fazer então, se decidi me tatuar antes de conhecer essa verdade? Primeiro deve tentar remover a tatuagem, se as condições não permitem isso, deve buscar oculta-la. Ao contrario da futura tatuagem que a Besta ira impor sobre as pessoas, a maior parte das tatuagens modernas podem ser apenas um enfeite para o corpo, e não afetará sua eternidade caso haja um arrependimento e uma conversão ao senhor Jesus. A bíblia condena o uso de tatuagens no corpo, e a menos que seja removida, uma pessoa que se tatuou, deve procurar meios para consagrar toda a sua vida para o Senhor, inclusive o seu corpo. Tudo é uma questão de ética e bom senso, e também de temor a Deus. E cada caso difere um do outro. Ore a DEUS pedindo orientação com relação ao seu caso.

CLAVIO JUVENAL JACINTO

terça-feira, 15 de setembro de 2009

AS LINGUAS ESTRANHAS DO PENTECOSTALISMO APÓSTATA

0 comentários


.
uma narrativa fictícia de um evangélico imaginário

Substitua a cruz pelas rosas da prosperidade, imponha o céu na terra a qualquer custo, porque nosso cristianismo é uma fonte de renda maravilhosa, para se construir impérios pessoais. Temos o direito de fundar igrejas com nosso nome, afundar o cristianismo histórico com nosso mau testemunho, afinal de contas viver é tudo, Jesus tinha uma mansão na praia da galileia era rico e seus filhos devem ser bem ricos, mais do que ricos somos clones dele mesmo, somos pequenos deuses exilados nesse pequeno planeta que temos que tomar a força para construir uma nova ordem econômica política e espiritual, sob a direção de ungidos super-apostolos que sobrevoam a quarta dimensão em busca de poder para fazerem orações fortes. Seus poderes mágicos são tão potentes que conseguem decretar tudo, haja benção e se faz benção, haja dinheiro na conta bancaria e aparecem muitos dividendos, em euros dólares ou real mesmo...
Da quarta dimensão enxergaremos os terríveis espíritos territoriais, que amarraremos com as cordas douradas da nova unção transmitida pela multiplicidade genética da fé espiritual, outorgada para os santos do avivamento do final dos tempos.
Faremos um negocio prospero, suprindo as revelações que o Espírito Santo economizou na canonicidade, e agora a nós dada por uma viagem astral ao fundo da terra, aonde vimos que a redenção foi realizada no amplo espaço acadêmico do hades, e não na cruz. Nós mortais isentos de dor, opostos do sofrimento, edificadores do jardim suspenso do egoísmo, dentro de nós essa divindade ativa, doada pelo sopro divino, através de um ato cirúrgico de muitos anjos.
Não concordamos com a fé dos que andam a pé, nem mesmo admitimos na nossa esfera eventuais sofredores de dores de barriga, somos isentos da natureza pecaminosa, portanto a nós é dada a mais elevada vida de andar de jatinho, dormir em hotel cinco estrela, ter canais de televisão, comer caviar e subir para o céu não através de um arrebatamento, nossa tecnologia espiritual nos permite crer que seremos um povo mais especial, subiremos ao céu a bordo de um disco voador, e lá em cima, os vinte e quatros anciãos estarão nos esperando com palmas e shows pirotécnicos espirituais, afinal de contas somos membros da igreja do fogo azul bem mais potente do que aquele que aparece descrito em atos 2.
Oh, irmãos, nossa fé é um fogaréu, urramos como leões para espantar os maus espíritos, o inimigo sabe que não pode brincar conosco senão ele fica torrado, eletrocutado, danificado, amordaçado. Somos mais fortes que o arcanjo Miguel, nosso potencial humano é explendido, psicologicamente falando temos o poder de manipular milhões. Nossas palavras têm uma eficácia tremenda. Bobagem o que Paulo falou sobre Cruz e o que Jesus falou sobre nascer de novo. Aceitar Jesus é o suficiente, e afinal de contas, se eles não quiser nos aceitar, nós tomaremos o reino dos céus a força, afinal de contas foi ele mesmo que nos ensinou isso...
Nossa meta é ganhar o mundo, não numa perspectiva de almas, mas de impérios, afinal de contas somos chamados para implantar um sacrossanto império evangélico, olhe as aureólas nas cosas cabeças, é o sinal, este é a prova de que somos escolhidos para a ultima grande missão, vamos invadir o campo político, eleger homens de visão para defender essa causa, vamos terminar a obra da cruz, que não foi realizada totalmente lá. Vamos profetizar a vitória, somos triunfalistas invencíveis, vamos clamar pela vitória, vitória política, vitória financeira, vamos repreender a China e os tigres da Ásia, o comercio mais forte é o nosso, vamos vender o óleo ungido, a rosa abençoada, vamos vender orações proféticas gravadas em mp3, passaportes para a Nova Jerusalém, ingressos para as bodas do cordeiro, vamos vender posses da Nova terra, as testemunhas de Jeová querem depois, vamos ser mais espertos e vamos tomar posse agora , e vamos deixar só a lua para eles, vamos ser mais espertos que os adventistas, eles querem a terra depois, vamos possuí-la agora, eles que fiquem com aquele planeta de sete luas para ficarem vivendo lá com o velho Enoque, afinal de contas foram lá que eles encontraram Enoque o sétimo depois de Adão. Vamos vender as areias do mar vermelho, lenços feito com o linho do rio Nilo, vamos vender o sal do mar morto, pois um dia nós vamos ordenar que ele ressuscite, e ele se tornará no mar vivo. Vamos abrir uma imobiliária para alugar apartamentos lá no céu, pois dará direito aos ecumênicos a possuir um imóvel alugado, e ter direito ao céu que é tão grande, tão extenso, afinal de contas podemos fazer o que quiser com a nossa herança. Queremos lucrar com a nossa fé também lá no céu, vamos morar na praça, e vamos alugar as nossas casas para os turistas, fé sem lucro, parece ser uma fé sem graça.
Oh irmão, tem fogo ai? Aqui tem o fogo consumidor de ver sinais e maravilhas do capitalismo e da parapsicologia, aquele desejo ardente de andar por cima da carne seca, ficar rico. Ter experiências transcendentais, multidimensionais, penetrar em um universo paralelo, na antimateria, cair duro no chão e colar meu corpo na parede, ficar mais estático que a mulher de Ló depois de tomar banho de sal fervendo. Tenho muita pena de Paulo ele só foi uma vez ao terceiro céu, é que naquela época a estrada era ruim, e a viagem era muito cansativa, hoje eu vou ao terceiro, ao quarto, ao quinto, ao sexto, ao sétimo e ao oitavo céu, e ainda não cheguei no teto, muitas vezes, todos os dias sou arrebatado lá no templo, e nas reuniões de oração, já estou tão acostumado com essas viagens que na fronteira entre o terrestriel e o telestial nem os anjos pedem mais o passaporte de redimido. Os manos da fé me acham superespiritual, todo mundo fica caído por mim, sou mais popular que o Espírito Santo, afinal de contas ele já está sob o meu comando. Eu ordeno, eu profetizo, eu determino, eu abençôo, e ele só obedece.
Tô na benção irmão, tô na benção! Tô tão cheio de profecias e revelações que não preciso da bíblia, suas historias são muito antiquadas Paulo e Jesus foram muito duros. Pra que ler a bíblia e estudar se eu consigo falar direto com o “autor”? eu prefiro a mensagem quentinha do céu, revelada pelos anjos, que são gente boa, fico admirado pelo brilho de suas vestes, é fogo puro! Não tenho vontade de ler a bíblia e estudá-la com diligencia para praticá-la, afinal de contas para que ler em folhas de papel impressas pela Sociedade Bíblica Trinitariana, se os anjos me dão mensagens em placas de ouro? Não, não! “Nosso senhor o espírito santo” tem me ditado tantas coisas novas e maravilhosas, que já sou bem considerado quando subo o púlpito para pregar. É show! Todo mundo gosta, as mulheres ficam maravilhadas e os maridos ciumentos. Os novos convertidos se derretem por mim, são gritos, aplausos, e dores de coração. Haja fôlego!Todos me veneram com olhos profundos e brilhantes. Falo tantas línguas estranhas que nem o Espírito Santo é capaz de traduzir, de tão espiritual que sou. Quando faço imposição de mãos na cabeça dos irmãos, vai gente para Marte, Saturno, Vênus, Urano e Plutão, estou até com vontade de fundar um ministério para mim, o nome será MINISTERIO DA NASA ESPIRITUAL. Sou bem requisitado para cultos de avivamento, tenho visão infravermelho espiritual, você nunca viu falar? Consigo enxergar bolas de fogo que entram e saem do templo, vejo milhares de anjos cirurgiões que fazem cirurgias espirituais, e tem acesso continuo ao banco de órgãos celestiais, outro dia vi Moisés com a sua vara transformar o rio da vida em sangue, para os anjos distribuírem entre aqueles que intercedo e precisavam de uma doação de sangue urgente. Tô nadando no mar da benção, e assim vou prosseguindo para o alvo, tenho êxito no meu ministério e quero continuar assim, nadando na glória dos homens, com o bolso cheio de grana, com boa reputação entre os manos que querem me canonizar, mas sou humilde o suficiente para permitir que tenham só uma fotografia minha na carteira, para dar sorte, e beijá-la quando sentirem saudades de mim.

Termino assim, despedindo a todos com “a paz do senhor”

AUTOR: C. J. JACINTO

OBS: Qualquer semelhança com a realidade espiritual dos evangélicos modernos do Brasil e do mundo não é coincidência...

FÉ, RAZÃO E ESPIRITUALIDADE

0 comentários

FÉ ,RAZÃO E EQUILIBRIO ESPIRITUAL



O Dr Douglas Groothuis, escreveu: “o mundo evangelico de hoje, sofre de anemia apologetica, apesar do fato das sagradas escrituras chamarem os crentes a dar razão da esperança que temos em Cristo(I Pedro 3:15 e Judas 3), carecemos tristemente de uma voz publica a favor da verdade e da razão no mercado das idéias” groothius escreveu isso olhando para o contexto norteamericano, imagine se ele vivesse no contexto brasileiro atual? Ele ficaria deseperado, porque os evangelicos brasileiros não são prosperos no campo das idéias, a nossa teologia, a nossa apologetica, e tudo mais ainda anda capengando, e usando as muletas dos apologetas internacionais, além disso, as poucas vozes, a maioria vindo de batistas fundamentalistas, e de alguns pentecostais históricos, ainda sofrem de indiferença por parte da maioria dos evangelicos. Num contexto mais proximo, o povo não quer raciocinar. Não quer ler, não quer pesquisar, não tem qualidade bereana. O numero de pessoas sem estabilidade dentro das denominações denunciam isso, e o exodo de evangelicoss para as fileiras das seitas e movimentos controvertidos comprovam a tese. Me converti em uma denominação pentecostal histórica, a assembleia de Deus, no interior de Santa Catarina. Depois de mais de uma decada, não presenciei sequer uma vez só, estudos biblicos realizados a favor da apologia. Em defesa da fé cristã e no esclarecimento das verdades essenciais do evangelho. Nunca foi incentivado o povo a ler material apologetica, a pesquisar, e não é usado o pulpito a favor da apologetica. Os obreiros na sua maioria são semi analfabetos biblicos, atrasados na mentalidade, e mais favoraveis ao espiritismo do que ao espiritismo. Para alguns a teologia é um monstro a ser evitado, o que menos se investe é em livros, enxergam o minsterio como uma mágica. Deus dá e o homem não precisa estudar. A pregação consiste em esperar uma luz do alto, uma mensagem da esfera celestial ou astral,e a igreja recebe a mensagem quentinha do céu. Pasmem, mas o que menos consigo vender livro para lideres, o povo leigo na maioria das vezes erra menos do que os lideres. Essa sociedade anti-intelectual, que espera receber revelaçao do além para transmitir no pulpito, está mais para channelings(médium)do que pregador protestante. Pasmem, mas o que menos consigo vender nesse mundo, são livros para lideres. Evangelicos, muitos estão entre os mais incapacidados da minha denominação. Gosto muito de meditar nas palavras do grande pastor Batista, verdadeiro obreiro cristão e lider autentico, quando escreveu: “É impossivel a fé ser irracional! Aliás, a inteligencia é a faculdade mais nobre do ser humano. A inteligencia humana é impossivel perscrutaros misterios divinos. É lhe impossivel conhecer as profundezas de Deus. Nem por isso, contudo, a inteligencia do homem há de se curvar diante do absurdo” esse Grande apologeta foi o Pastor Anibal Pereira Reis. Infelizmente não tive a felicidade de conhece-lo pessoalmente nem de fazer parte do seu rebanho...

CLAVIO JUVENAL JACINTO

JESUS ERA ESSÊNIO?

0 comentários



Muitos estudiosos de religiões defendem a teoria de que Jesus fazia parte da comunidade dos essênios e que também era um essênio. Embora seja verdade que haja muita similaridade entre os ensinos de Cristo e as doutrinas dos essênios, não é verdade de que Jesus era um essênio. E a razoes claras para isso. Vejamos:
1) os essênios ensinavam um amor mutuo somente ara os que faziam parte do movimento, os oponente do movimento essênio eram até mesmo odiados. Isso contradiz o que Jesus pregava (Mateus 5:44). 2) os essênios não aceitavam os loucos, os aleijados surdos e defeituosos e deficientes físicos, como parte de sua comunidade. Jesus pelo contrario buscava integrar essas pessoas, não alimentava preconceitos com relação a essas pessoas(Mateus 11:5 etc). 3) os essênios tinham um sistema rígido de prescrições sobre alimentos puros e impuros. Cristo não defendeu isso(Mateus 15:18) 4) o sábado era guardado com todo rigor, segundo pesquisadores, até as necessidades fisiológicas eram evitados nesse dia pelos essênios, Jesus nunca ensinou tal coisa. Ele trabalhou neste dia (Mateus 12:10) e ensinava que os sacerdotes violavam o sábado no templo e ficavam sem culpa(Mateus 12:5). 5) o sistema de ensino dos essênios era fechado, funcionava como uma sociedade secreta, somente os da comunidade recebia instrução, nunca os de fora. Jesus tinha um sistema de ensino aberto, seus grandes sermões foram abertos, para o povo, Jesus tinha como propósito pregar as boas novas do evangelho a todos os homens, assim ele fez e assim ele ordenou aos seus seguidores. “E disse-lhes: Ide por todo o mundo, pregai o evangelho a toda criatura”. (Marcos 16:15) como podemos ver, o ensino de que Jesus era essênio e fazia parte da comunidade dos essênios é inconsistente.

CLAVIO JUVENAL JACINTO

FUTURISMO MISTICO

0 comentários




Durante décadas grupos místicos e indivíduos que afirmam receber contatos e informações do alem, afirmaram de que maneira nosso planeta. Não é estranho encontrar em nossa atual sociedade quem anuncie um cataclismo, uma invasão extraterrestre, ou coisas assim. A futurologia mística é um fato em nosso meio. E nem mesmo quando passou o milênio, e muitas revelações falharam, diminuiu as tendências espiritualistas que cativam o homem secular. Mas nem mesmo a igreja está fora do perigo desse futurismo. Assim que quando as paginas da historia da igreja são reavaliadas, encontramos que pregou um eminente arrebatamento, quem anunciou a volta de Jesus para tal data, e quem ainda faz ficção encima das profecias e da escatologia bíblica. Daí tantas escolas com pensamentos diferentes e antagônicos entre si. Creio que é espiritualmente saudável crer na vinda de Jesus, afinal esta é uma grande promessa do próprio Senhor, mas não devemos ultrapassar as informações bíblicas e se aventurar a ensinar o que a bíblia não sugere e nem ensina. Há muitas coisas que podem ser evitadas no contexto da escatologia. E pelo fato desse, ser um tema que aguça a nossa curiosidade, é precise respeitar os limites das escrituras, porque de outra forma, não somente cometeremos o erro de ensinar misticismo sem base bíblica, como também aceitar erros provenientes da má teologia de uma escatologia deformada pela razão humana, pelas opiniões pessoais e por conjecturas sem projeção ortodoxa. Estejamos atentos para isso, porque crer errado é tão sério, do ponto de vista espiritual quanto a incredulidade.

CLAVIO JUVENAL JACINTO

A IMPORTANCIA DE PENSAR CORRETAMENTE

0 comentários



O pensamento é uma obra do espírito. Portanto não deixa de ser uma ação espiritual. Bavinck, teólogo reformado concorda com essa tese em sua teologia sistemática. Nosso espírito trabalha através do pensamento e deus considera como ato, a nossa maneira de agir na imaginação, Jesus foi muito claro quanto a isso ao declarar: “Eu, porém, vos digo, que qualquer que atentar numa mulher para a cobiçar, já em seu coração cometeu adultério com ela. (Mt 5:28). O problema da geração antidiluviana, estava enraizado em um pensamento corrupto e maligno. O juízo divino caiu sob aquela geração ímpia, porque seus pensamentos eram maus. Ou seja eram corrompidos na vida do espírito de sorte que exteriorizavam todos os desejos malignos e torpes. Cada cristão precisa entender essa verdade e não compartilhar com o modo de pensar da sociedade caída. Pensar corretamente nos eleva a um nível de vida abençoado, e nos coloca mais próximo de Deus. Esteja ciente desse fato importante, pois as grandes heresias, os mais crassos erros, muitas vezes nascem de uma mente corrompida e influenciada pelo diabo ou pelos demônios. Nosso pensamento deve estar cativo a Deus, pois só ele pode nos dar uma verdadeira salvaguarda espiritual, Paulo escreveu : “Destruindo os conselhos, e toda a altivez que se levanta contra o conhecimento de Deus, e levando cativo todo o entendimento à obediência de Cristo; (2Co 10:5). Nosso mundo mental deve ser santificado, e para isso muitas vezes precisamos nos encher com as coisas de Deus, daí a importância de vivermos completamente consagrados ao Senhor.
CLAVIO JUVENAL JACINTO

PULPITO CARENTE

0 comentários


Pregar a palavra tem sido um desafio cada vez mais maior em nosso tempo. Digo, a palavra de Deus, dentro de seus princípios de sustentabilidade de um cristianismo bíblico. O púlpito moderno é pobre, muito pobre. Não resgata os velhos temas, e não transmite para os cristãos, assuntos de vital importância, como a doutrina de restituição, novo nascimento, arrependimento, denuncia do pecado, tal como ele realmente é. Está fora de moda temas como, a regeneração, a adoção, a expiação, a redenção, a justificação, lei e graça, criacionismo, inspiração plena e verbal. Digo com grande tristeza que até hoje, na minha própria denominação, onde tantos anos freqüento, nunca ouvi alguém pregar expositivamente sobre esses temas tão importantes e outros do qual não citei aqui. Isto é uma lastima muito grande, creio eu, um desastre espiritual. Há tantas mensagens superficiais, tantas coisas espiritualmente inúteis, que seria cômico afirmar que o povo de Deus é o povo mais sábio do mundo, quando não consegue definir os princípios da redenção, enquanto se diz ser cristão e salvo. A bíblia e suas doutrinas não estão sendo expostas de modo definido e claro, e isso vem gerando um agrupamento de pessoas sem estruturas espirituais, aliado a isso está um povo que lê pouco, estuda pouco a bíblia, e se interessa em se aprofundar nas coisas de Deus. Os cristãos antigos não eram assim, essa não era a marca dos reformadores. Spurgeon certa vez bradou: “menos verniz e mais verdade” creio que é isso mesmo que os púlpitos evangélicos modernos precisam. De menos verniz e mais exposição das verdades bíblicas.

A ARCA E A CRUZ

0 comentários

A arca de Noé e a cruz de Cristo foram feitas de madeira

Ambas são símbolos de juízo

A arca preservou a vida dos justos
Mas a cruz aniquilou a vida de um justo

A arca colocou o homem num novo mundo
A cruz coloca o homem no novo nascimento

Ambas foram erguidas em um monte
Para salvar os homens

A arca, porém preservou os justos do juízo...
Mas a cruz colocou um justo em juízo

Portanto a arca salvou alguns
Mas a cruz salva milhões

A arca tinha muitas estruturas e pouca salvação
A cruz, porém tinha pouca estrutura;
Mas muita salvação.

A arca alcançou uma geração
A cruz alcança todas as gerações

A arca alcançou um povo
A cruz alcançar todas as nações

A arca apontava para um livramento temporal
Mas a cruz para uma salvação eterna

O mundo antigo era contra a arca
O mundo atual é inimigo da cruz

Ambas são loucura para a sabedoria dos séculos

A arca livrou o homem das águas
A cruz livra o homem do fogo do inferno

A arca tinha uma porta
A cruz aponta para o único caminho
O SENHOR JESUS CRISTO

A arca foi aspergida pelas águas
Mas a cruz pelo sangue de Cristo

A arca denuncia a seriedade do pecado
A cruz anuncia a aniquilação do pecado

A arca foi construída por um justo
A cruz foi construída por ímpios

A arca trouxe alegria para a família de Noé
A cruz trouxe tristeza para toda família de Jesus

A arca aponta para a misericórdia de Deus
A cruz aponta para injustiça dos homens

A arca salvou alguns da desgraça
Mas a cruz aponta a salvação dos homens pela graça

A arca não comportava a salvação de todos
Mas a cruz é suficiente para salvar a todos os que crêem

Ninguém chegou ao novo mundo fora da arca
Ninguém alcançará salvação fora da obra da cruz

A arca determinou o fim da uma civilização
A cruz aponta para o fim do velho homem

A arca não matou o egoísmo do homem
Mas a cruz mata todo o nosso egoísmo

A arca não se tornou símbolo dos judeus
Mas a cruz tornou-se símbolo dos cristãos

Deus não mandou os judeus tomarem uma arca
Mas Jesus mandou seus seguidores tomarem uma cruz

O diabo não tentou noé a sair da arca
Mas tentou Jesus a sair da cruz

A arca levou um pregador da justiça
Mas um Rei, Profeta e Sacerdote levou a cruz...

Portanto é lógico concluir
A arca carregou o homem
Mas o filho do homem carregou a cruz

A arca levou Noé para a Turquia
Ma s a cruz levou Jesus para a destra de Deus.

A arca não pagou a divida de ninguém
Mas na cruz, Jesus pagou a nossa divida para com Deus.

Através da arca de Noé, Deus salvou uma família, mas através do Senhor Jesus Cristo, pelo sacrifício na cruz, todos os verdadeiros cristaos se tornam uma família de salvos.

A arca dividiu os povos, entre os que se salvaram e os que pereceram
A cruz divide os povos entre justificados e condenados

Na arca houve poucos que se salvaram
O livro de Apocalipse no entanto fala de uma multidão proveniente de todas as tribos, línguas e nações, que ninguém podia contar.

A arca é o símbolo da justiça de Deus
Mas na cruz, Deus revela que nos ama de verdade.

Você deve corresponder radicalmente a esse amor AGORA!
“ Amarás o Senhor teu Deus de todo o teu coração, e de toda a tua alma, e de todo o teu pensamento” (Mt 22:37)


E, achado na forma de homem, humilhou-se a si mesmo, sendo obediente até à morte, e morte de cruz. (Filipenses 2:8)

E que, havendo por ele feito a paz pelo sangue da sua cruz, por meio dele reconciliasse consigo mesmo todas as coisas, tanto as que estão na terra, como as que estão nos céus. (Colossenses 1:20)

Havendo riscado a cédula que era contra nós nas suas ordenanças, a qual de alguma maneira nos era contrária, e a tirou do meio de nós, cravando-a na cruz. (Colossenses 2:14)

Porque a palavra da cruz é loucura para os que perecem; mas para nós, que somos salvos, é o poder de Deus. (1Corintios 1:18)

Porque muitos há, dos quais muitas vezes vos disse, e agora também digo, chorando, que são inimigos da cruz de Cristo, (Filipenses 3:18).

Através da arca de Noé

Autor: Clavio Juvenal Jacinto.
DEUS TE ABENÇOE!

JESUS RESSUSCITOU NO DOMINGO!

0 comentários




Os sabadistas, em suas incansáveis lutas de tentar provar que a guarda do sábado deve ser uma prescrição obrigatória a cada cristão, fazem todo tipo de malabarismo teológico, inclusive confrontando o testemunho dos séculos, onde a igreja sempre tem defendido e creditado ao primeiro dia da semana como o dia da ressurreição. Para alguns malabaristas teológicos, no entanto não é assim, eles ignoram completamente as evidencias claras das escrituras e promovem um sofisticado sofisma teológica a fim de provar que Jesus não ressuscitou no domingo. Mas vejamos como o texto é claríssimo, e só não vê quem é fanaticamente cego: “E respondeu-lhes: Ide, e dizei àquela raposa: Eis que eu expulso demônios, e efetuo curas, hoje( sexta feira) e amanhã (sábado), e no terceiro dia( domingo!) sou consumado. (Lucas 13:32) ora sabemos que a visita ao tumulo se deu no primeiro dia, bem cedo: “E, no primeiro dia da semana, foram ao sepulcro, de manhã cedo, ao nascer do sol. (Mc 16:2). Esse terceiro dia é o domingo, e isso é tão claro como o sol ao meio dia, veja que no caminho de Emaus, dois dos discípulos afirmaram horas depois da visita ao tumulo que ocorreu cedo, e que claramente nos é dito que foi no primeiro dia da semana: “E nós esperávamos que fosse ele o que remisse Israel; mas agora, sobre tudo isso, é já hoje o terceiro dia desde que essas coisas aconteceram. (Lucas 24:21), essas palavras foram pronunciadas no mesmo dia, da visita ao tumulo, portanto não resta duvida, o terceiro dia da ressurreição é o primeiro dia da semana. Foi esse dia o marco que Deus estabeleceu para proclamar a vitória de Cristo sobre a morte e o pecado, remover esse marco é ignorar completamente a escrituras. Isso está bem claro pelo contexto: “ É verdade que também algumas mulheres dentre nós nos maravilharam, as quais de madrugada foram ao sepulcro”(Lucas 24:22). Não acreditar que Jesus ressuscitou no domingo, é negar o que a bíblia claramente ensina.
CLAVIO JUVENAL JACINTO

segunda-feira, 14 de setembro de 2009

O CRISTÃO E AS AFLIÇÕES

0 comentários

Há em nosso atual cristianismo, um modelo de vida espiritual completamente divorciado do cristianismo histórico. quando olhamos para a historia da igreja, lemos livros como "O Apostolo dos pés sangrentos" a biografiade Watchman Nee, ou os escritos de Richard Wurnbrand, ou ainda a historia da inquisição medieval ou o Livro dos Martires de Fox, sabe basicamente do estou escrevendo. o divorcio exuste porque muitos reinterpretam a o cristianismo com uma visão triunfalista, onde o cristão estar completamente isento de sofrimento. essa visão é completamente oposta ao que jesus ensinou: "Tenho-vos dito isto, para que em mim tenhais paz; no mundo tereis aflições, mas tende bom ânimo, eu venci o mundo (Jo 16:33). A palavra traduzida aqui para aflições, é THLIPSIS, que segundo Strong significa opressão, angustia, tribulações, problemas, dificuldades. Jesus ensinou que enquanto estivermos aqui neste mundo, sofreremos, padeceremos, e passaremos por muitas dificuldades. A dor acompanha o crescimento da igreja, faz parte da historia da igreja, e justamente quando tanta gente morreu pela causa do evangelho, pagou com o proprio sangue a possibilidade do evangelho chegar em nossa patria, justamente agora muitos não querem aceitar um sofrimento que custou a vida dos pioneiros evangelicos em qualquer nação desse orbe, onde o evangelho entrou a preço de muitas orações e muitas dores. infelizmente muitos querem transformar o cristianismo num conto de fadas, numa utopia impossivel para a atual condição de existencia. Para que venhamos a perceber o erro da teologia da prosperidade, devemos nos engajar em conhecer a história da igreja. Missionarios e homens santos, deram a vida, padeceram enfermidades e morreram pela causa do evangelho. estamos aqui por causa disso, e agora devemos negar o sofrimento, pregando e anunciando o evangelho "não sofra mais" ? isso é arrancar as raizes da nossa identidade. É pregar outro evangelho.
CLAVIO JUVENAL JACINTO

O acaso não é divino...

0 comentários











O ACASO

Quando o acaso torna-se sábio demais para criar coisas maravilhosas, ele acaba se tornando em um falso deus oculto no coração de quem já se decidiu não crer em um verdadeiro Deus.